segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Like crazy

Eu me perco (no metrô, na rotina, nas ideias, em mim mesma) toda segunda-feira de manhã. Quando não domingo à noite. Melhor dizendo: não consigo mais me achar.

Fico ansiosa, mal-humorada, sensível. Me relaciono mal com o próprio sangue, com velhos amigos, com futuros colegas.

Planejo, para os dias de semana, horas pós trabalho - solitárias e divertidas - que sempre deixo de cumprir.

Não é infelicidade. Não é depressão. É só o resultado natural de passar três dias com você, duas noite ao seu lado... isso tende a deixar os outros dias borrados, escuros. Assim, meio vazios, mesmo que estejam, também, meio cheios.

Não sei se é bonito, não sei se é saudável. Com certeza sei que parece clichê. O fato é que não é apenas sentimento, també é físico - real. Me sinto incompleta sem sua mão na minha, seu olhar no meu, seu calor em mim. Eu vivo pra dividir a vida com você. Encaro segundas (terças, quartas, quintas e sextas) insanas por você. Pra te ver, te ter - pra ser - ao seu lado. Porque só é assim que dá. Só assim que vira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário