quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

No ano de riquezas, aposto na vitória

Segue abaixo o presente de Natal mais bonito que esta uma recebeu até agora.

"Eu nunca te contei isso. Mas preciso contar.

Te conhecer foi como dar um tiro no escuro. Eu não sabia o que estava por vir, Entende? Era um lance arriscado. Eu poderia ir pelo que eu já conhecia, e mesmo que não confiasse, eu saberia o que ia acontecer. Ou eu poderia escolher você. E eu não sabia a onde isso nos levaria.

Mas eu apostei minhas fichas. Todas elas. No desconhecido.

Sabe aquela história de que você nãop faz amigos, reconhece-os? Eu te achei, nega.

Não, minto.

Acho que você me achou. De repente, você estava na minha vida. Pensávamos igual. Riamos das mesmas coisas. Quando mal pude perceber, você já era aquela pessoa que eu sei que sempre posso contar.

Engraçado pensar na simultaneidade em que tudo aconteceu. Durante esse ano, você ouviu minhas alegrias, me deu bons conselhos, tomou minhas dores. Você me adotou.

                          E eu achei um lar.

Se alguém me perguntasse, eu diria que esse ano foi o ano de riquezas. Nesse ano eu ganhei na loteria.

Ninguém me perguntou, mas eu digo mesmo assim. Faz pouco tempo que você entrou na minha vida, mas já é tanto pra mim!

No ano próximo, e no outro, e no outro

                     Agora não mais às cegas

                Ainda estarei apostando minhas fichas

                              Em você."


Sophie Velasques


Nenhum comentário:

Postar um comentário